in

Redes sociais além do Instagram para produção de conteúdo

Quando o assunto é produção de conteúdo na internet feita a partir de estratégias de marketing, o primeiro nome de divulgação que vem à cabeça naturalmente é o Instagram. Aliás, essa memorização é compreensível, já que ele é a quarta rede social mais usada no Brasil. E não poderia ser diferente com os seus 110 milhões de usuários no país. Segundo uma pesquisa da RD Station, feita em agosto de 2021, além desses números, ele fica atrás somente do Facebook, YouTube e WhatsApp.

Além disso, o panorama das empresas dos usuários nas redes sociais apontado pelo Social Media Trends mostra que 96,2% dos usuários de internet estão em alguma rede social e que 62,6% consideram que as redes sociais têm um papel extremamente importante nas empresas.

Por que o Instagram deixou de ser o mais querido das redes sociais para conteúdo?

As mudanças feitas no Instagram, especialmente ao longo do último ano, fizeram com que empresas deixassem de dedicar tanta atenção para a produção de conteúdo na plataforma e investissem em outras.

Um dos principais fatores para deixar a rede de lado é a demora na entrega de conteúdo, que em muitas situações nem acontece. No feed cronológico, que era o modelo adotado pela rede social, as publicações eram exibidas das mais novas para as mais antigas, ou seja, essas mudanças de algoritmo interferem na forma de alcance e é por isso que as empresas investem em outros tipos de estratégias de marketing em outras redes sociais.

Por isso, faz um tempo que o Instagram não é mais a principal escolha no momento de escolher uma rede social para investir. Cada vez mais as pessoas estão se abrindo para novas experiências em redes vizinhas e é sobre essas novas opções que falaremos hoje. Vamos lá?

TikTok

A primeira opção é a famosa rede vizinha que tanto se fala no Instagram e que ganhou o coração dos brasileiros. Afinal, o Brasil é o segundo maior país que usa o TikTok no mundo, segundo levantamento da Statisa, estando atrás apenas da China nesse ranking.

Dos 4,72 milhões de brasileiros que posicionam nosso país, segundo pesquisa do BusinessOfApps, 59% são mulheres, 39% são homens e 2% são pessoas que não têm identificação com nenhum dos gêneros. E mais: de acordo com a própria plataforma, 66% dos usuários têm menos de 30 anos.

Fique atento às tendências do momento, como os efeitos, as formas e conteúdos usados na produção dos vídeos, que são o destaque do TikTok, pois têm uma taxa de engajamento alta e com grande potencial de viralização.

Aliás, para adequar ao seu negócio, é possível construir uma narrativa dentro da rede social que faça sentido para a sua realidade e seja atraente. É dessa forma que alcançaremos o público-alvo com assertividade. Para isso, usar e abusar das ferramentas que a plataforma oferece é uma maneira de construir o conteúdo autêntico que as pessoas procuram e que sua empresa tem o poder de ofertar.

Pinterest

A segunda rede social selecionada vem encantando e ganhando cada vez mais espaço: é o Pinterest. Está bem enganado quem acredita que ele só serve para guardar ideias em fotos. A rede social é muito utilizada para tomar decisões de compra, já que, de acordo com alguns dados, 84% das pessoas usam o Pinterest quando estão decidindo o que comprar, 98% já experimentaram algo que encontraram ali e 77% descobriram novas marcas e produtos na rede.

Apesar de ser extremamente visual, por ser um catálogo de referências, o Pinterest tem uma entrega orgânica muito boa, algo que não temos hoje no Instagram, por exemplo. Além disso, assim como as outras redes sociais, ele também conta com recursos para empresas, que podem ser utilizados como estratégia de marketing para alcançar mais pessoas.

Entre esses recursos, estão o botão “salvar”, disponível para colocar nos sites, e os pins avançados, que apresentam outras informações sobre a imagem, indo muito além do que todos estão acostumados a ver, ou seja, título, legenda e link, além de serem uma excelente opção para os e-commerces de alcance nacional, já que existe a permissão de links para produtos.

E mais: o Pinterest também precisa de planejamento e estratégia. Por este motivo é que não é só pensar e produzir um conteúdo aleatório – que pode não ter nada a ver com a sua marca. Entregar um conteúdo verdadeiro e com a cara da sua empresa é a chave para tudo dar certo.

LinkedIn

Aqui no Brasil, o LinkedIn alcançou a marca de 51 milhões de usuários no segundo semestre do ano passado. Por isso, a terceira plataforma selecionada é a maior rede profissional do mundo e pode ser uma excelente opção para a sua empresa.

Segundo pesquisa, além de procurar por emprego, as pessoas usam o LinkedIn para:

  • Ler artigos (51%);
  • Acompanhar publicações no feed (48%);
  • Curtir conteúdos que se interessam (46%);
  • Fazer networking (38%);
  • Ver conteúdos que chamam a atenção 27%;
  • Acompanhar influencers/LinkedIn Top Voices (21%).

Apesar de ser muito mais voltado para o corporativo, a plataforma não é muito diferente do Facebook, por exemplo. Para criar o perfil da sua empresa, você tem que ter uma conta pessoal e criar a company page. Quanto mais completa for, mais passa credibilidade para o mercado. Por isso, complete as configurações dela com foto de perfil, de capa, descrições, número de funcionários, site, localização, entre outras informações.

Assim como todas as redes sociais citadas, o LinkedIn também tem o espaço para análise de dados, gerar relatórios estratégicos, criar campanhas pagas e entender como está o funcionamento da sua company page.

Com seu foco principal no B2B, o LinkedIn tem uma distribuição orgânica excelente – e esse é um dos pontos positivos para se produzir conteúdos para a plataforma. Além disso, nele você pode mostrar autoridade no seu segmento, promover a sua empresa, reforçar a presença da sua marca no mercado e encontrar novos talentos.

Como escolher as redes sociais certas para a sua empresa

Não é porque todo mundo está em determinado espaço na internet que a sua marca deve estar também. Mas o lugar que você ocupar deve ter como objetivo divulgar de maneira mais coerente possível.

Com base no que foi apresentado, é possível ver que a produção de conteúdo para qualquer rede social deve ter planejamento, estratégia e se adequar às necessidades da empresa, ou seja, os números mostram que você precisa estar onde o seu público-alvo está.

Por isso, se desejar desenvolver estratégias com base em dados e produzir conteúdos relevantes para a sua marca e usuários, conte com a Forrest.

Para ver mais conteúdos como este, acompanhe o nosso blog.

Escrito por Forrest

Utilizamos dados para produzir nossa estratégia de marketing, para saber não só quantas pessoas acessam seu conteúdo, mas, verdadeiramente, quem são elas.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comments

0 comments